Todos sabemos que, fãs fervorosos de algum filme, livro ou até pessoa, às vezes não discursam com a razão e acabam passando do ponto. Alguns alcançam níveis estratosféricos, como os fãs de Beyoncé, que possuem reputação de rebatarem imediatamente quem ousa dizer algo de ruim sobre a cantora. Outros não são violentos, mas podem levar uma discussão para um patamar perigoso, como alguns haters das franquias Star Wars e até dos mais recentes longas da Marvel.

Entretanto, você raramente escuta sobre fãs agressivos de Harry Potter. E tem uma explicação científica para eles não serem como a maioria dos fãs de outros títulos. Segundo um estudo publicado no Journal of Applied Social Psychology, as pessoas que gostam de Harry Potter tendem a ser pessoas de temperamento moderado.

Mais importante que isso, os leitores e admirados do bruxinho tendem a ser pessoas mais abertas ao diferente, seja tratando-se de opiniões, aparência física, hábitos alimentares, o que for.

Mas se você duvida disso, saiba que essa conclusão encontrada por estudiosos do campo da Psicologia não é por acaso. Isso porque quando J.K. Rowling escreveu a narrativa, principalmente dos protagonistas, eles foram intencionalmente projetados para representarem pessoas de diferentes jornadas e criações frente aos problemas da vida.

Ao longo de todos os livros e filmes, Harry também conheceu uma grande variedade de pessoas e criaturas, sempre aberto ao que elas poderiam lhe ensinar. Já os vilões, esses sempre foram preconceituosos e, em casos extremos, obcecados em fechar as portas para qualquer tipo de diálogo e entendimento. Muito parecido com o que vemos hoje, não?

Fonte: asomadetodosafetos.com

Ouça músicas ilimitadas e totalmente grátis no NP PLAY