O apego é a parte do relacionamento que nos impede de seguir em frente, de crescer e de ir embora mesmo quando o amor acaba. Nessas circunstâncias, várias fases são enfrentadas, damos a culpa ao parceiro ou deixamos de acreditar em nós mesmos, assumindo total responsabilidade pela falha. Aquelas que reagem de maneira diferente são as mulheres fortes, aquelas que sofrem por pouco tempo, aquelas que não dão a culpa a ninguém e sabem que a separação faz parte da viagem.

Uma mulher forte nunca comete o erro de construir o seu próprio mundo, nem a sua felicidade, em torno de uma única pessoa. Ela é o centro de si mesma, ela não pode e não deve se apoiar em mais ninguém, porque as pessoas podem desaparecer de um momento para o outro, mas a vida deve continuar.

Uma mulher forte sabe que o afeto não deve ser implorado, forçado, sugerido ou trocado pelo próprio. O amor verdadeiro é incondicional, fácil, leve e não precisa do folheto de instruções. Cada parada nunca é o fim, mas apenas uma pausa para recuperar o fôlego numa caminhada que ainda é muito longa.

Uma mulher forte está ciente do seu próprio valor, ela tem a coragem de seguir em frente, apesar de tudo e de todos. Só porque o amor acabou, não significa que o amor próprio acabou, então tu só precisas esperar pela pessoa certa, aquela que permanecerá ao teu lado de uma maneira especial, mas como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Uma mulher forte nunca pede a ninguém que volte atrás e também nunca volta atrás, sabe perdoar ao outro e perdoar a si mesma, sabe como deixar ir embora e também como ir embora, sem olhar para trás. O passado já está longe para ela, porque o seu coração vive apenas no presente, com quem quer estar perto dela, com quem conhece o dom de tê-la na sua vida, com quem sabe a sorte de a ter encontrado e com quem fará de tudo para não perdê-la.

Por: Autor Desconhecido